Cancro da Mama

Informações sobre o cancro da mama.

Sintomas

Ninguém se lembraria de afirmar que o cancro é sempre evitável. Po­dem, no entanto, reduzir-se os riscos. O cancro aparece em uma pessoa em cada quatro. Por esta razão, é importante que todos nós sejamos conhecedores dos mais precoces sinais da doença, de modo a levar a determinar e iniciar o tratamento antes que haja danos extensos ou antes de o cancro ter progredido até uma fase tal que se tenha tomado inoperável ou não tratável.

Os sete sinais principais de aviso do cancro

Uma vez que ninguém melhor que nós próprios conhece o nosso corpo, somos nós que nos encontramos na melhor posição de detectar quaisquer alterações anormais. É este o motivo por que o auto-exame constitui um meio impor­tante de detecção do cancro. Muitos cancros da mama são descobertos pelos próprios doentes, e não pelos médicos.

  1. Inflamação que não passa
  2. Tosse ou rouquidão persistente
  3. Má digestão ou dificuldade ou dores ao engolir
  4. Espessamento ou protuberância no seio ou noutra localização
  5. Alteração visível em sinal ou verruga
  6. Alteração nos hábitos intestinais ou urinários
  7. Hemorragia ou descarga não usual

Quando um cancro se desenvolve, começa no organismo uma mudança contínua. To­dos nós deveríamos ter consciência das manifestações de tal mudança. Esta secção alerta-nos para os sintomas de aviso e indi­ca e descreve os métodos a que se pode re­correr para um auto-exame, de modo a au­mentar as hipóteses de uma detecção do cancro precoce.

Quais os sintomas do cancro?

Muitos cancros assinalam a sua presença numa fase precoce, quando a cura completa é ainda possível. Todavia, nem sempre é fá­cil reconhecer os primeiros sintomas de um cancro, pois por vezes são vagos. Por exem­plo, sentir-se mal com o tempo que faz ou sentir-se uma febre ligeira durante um dia é coisa que não deverá alarmar ninguém, no entanto devem levar-se a sério tais sintomas, caso persistam.

Para realizar um auto-exame ao seio, deverá palpar o mesmo em busca de algum caroço ou zona mais dura/áspera. Se ao analisar sentir um caroço deverá consultar o seu médico imediatamente, qualquer caroço no seio deverá ser observado por um médico, para assim eliminar a hipótese de cancro, mesmo que sejam mais prováveis outras causas não malignas, como um tumor benigno ou um quisto.

Depois de lhe examinar os seios, o médico, caso se convença que há causa para cuidado, mandá-la-á fazer uma mamografia e uma biopsia.